UFRA – Acessibilidade a favor do conhecimento

UFRA – Acessibilidade a favor do conhecimento

Com o objetivo de atender pessoas com necessidades especiais, dando-lhes oportunidade de acesso à informação e à educação, a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) desenvolve, desde de fevereiro de 2011, o Projeto “ACESSAR: Programa de Inovações Tecnológicas para inclusão das Pessoas com Deficiência”, vinculado ao Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia da Ufra, sob coordenação da professora  Andrea Miranda, do Instituto Ciberespacial (Icibe).

O programa terá, até abril de 2013, laboratórios para realização de atividades e tem como objetivo desenvolver ações multidisciplinares que promovam o acesso irrestrito e a democratização do conhecimento com vistas à inclusão de pessoas com necessidades especiais por meio de tecnologias específicas nas áreas de Educação, Tecnologia e Terapia Assistida por Animais. O projeto oferta cursos de capacitação como cursos de informática para pessoas com deficiência, oficina de Libras, ciclo de palestras e,  por meio do Renafor, oferta em todo o Estado cursos de capacitação de atendimento educacional especializado, de acessibilidade digital e de práticas pedagógicas e tecnológicas em educação inclusiva. Além disso, o Núcleo, em parceria com instituições de ensino superior, realiza eventos para maior conhecimento sobre pessoas com necessidades especiais, como o Seminário Amazônico de Acessibilidade.

Na Área de Tecnologia, o Núcleo avalia e desenvolve tecnologias acessíveis e específicas.  Será desenvolvido um observatório de acessibilidade do Estado e um portal totalmente acessível onde serão disponibilizados documentos, artigos e informações a respeito de acessibilidade e de inclusão. Na área da Terapia Assistida por Animais, será iniciado em 2013 o processo de implantação da equoterapia (método terapêutico desenvolvido com cavalos) no campus Belém e pesquisas estão sendo desenvolvidas para verificar a importância e os benefícios de terapias com diferentes animais.

Para a professora Andrea Miranda, “com a criação do Núcleo ACESSAR, a Ufra deu um passo muito grande em prol da acessibilidade e da inclusão no Estado, pois está desenvolvendo ações, principalmente, que mostram o quanto é possível incluir. Estamos fazendo todo o mapeamento da universidade para verificar os principais espaços que precisam ser acessibilizados de imediato, priorizando não somente a acessibilidade  física, mas também, a acessibilidade comunicacional, metodológica, atitudinal, programática e instrumental e consequentemente a acessibilidade digital”.

Dados do Censo Demográfico realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, apontam que 23,9% da população nacional possui algum tipo de deficiência, o que significa que há pessoas que precisam de atenção particular e não podem ser excluídos dos benefícios sociais. Deve-se estabelecer e desenvolver melhores condições para o bem estar de pessoas com necessidades especiais e desenvolver recursos de acessibilidade, algo que já é realidade, principalmente quando se fala a respeito da educação. Possibilitar o acesso irrestrito independente das condições físicas, sensoriais, motoras e cognitivas do ser humano e, principalmente, contribuir para sensibilizar a sociedade em geral e a comunidade acadêmica de que as pessoas com deficiência podem e devem ter um papel significativo na sociedade.

Pauline Protásio e Priscila Bentes

 

This shit needs to stop MFA
watch game of thrones online free ergonomic desk chair

How to Be a Fashion Merchandising Buyer
free online games Just because the look was rich does not mean your

How To Choose And Join The Best Fashion Design School
cheap flights Would you consider single motherhood by choice

How to Spray Paint a T
onlinegames It all about watching your target slowly bleed to death

futuristic style of Spike Jonze’s new film
jeux then throw it in the food processor

Clogs fashin tends for spring
miniclip via the supplied wireless remote control

How to Find a Government Job
ballkleider or just a beautiful T shirt for a family member or friend

Wearing Blue Contact Lens Makes Eyes Aging
cool math Collectors look for garments that are clean

Compartilhar