UFRB e Universidade Aberta portuguesa ampliam cooperação

UFRB e Universidade Aberta portuguesa ampliam cooperação

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) assinou nesta terça-feira, 08, o segundo termo aditivo ao protocolo de intenções com a Universidade Aberta (UAb) – universidade pública portuguesa vocacionada para o ensino e formação a distância, com sede em Lisboa.

O acordo objetiva assegurar a articulação da gestão administrativa, financeira e acadêmica do curso de especialização em Tecnologias e Educação Aberta e Digital, e contribuir para o aprimoramento do ensino superior e da investigação científica das instituições. O curso conta com dupla certificação expedido pela UFRB e UAb.

O ato contou com presença dos reitores Silvio Soglia (UFRB) e Paulo Maria Bastos da Silva Dias (UAb), e ainda na pauta do encontro foi debatida a elaboração de um consórcio visando a mobilidade estudantil e docente, além da internacionalização EaD por meio da oferta de cursos de mestrado e doutorado.

Segundo o professor da UFRB, Ariston Cardoso, o consórcio vai contribuir para a inserção da UFRB na comunidade de língua portuguesa no mundo através de atividades de ensino e científicas. “A sociedade digital facilita a integração das pessoas em qualquer lugar do mundo por meio da utilização da tecnologia, devendo ser também assim no ensino superior. Cremos que o consórcio entre a universidade mais nova de Portugal com a UFRB, que também é jovem, convergem não apenas no sentido da oferta de cursos, mas também será um grande passo da expansão da UFRB para a comunidade lusófona e para a internacionalização da Educação a Distância (EaD)”, explicou o professor Ariston Cardoso.

O professor José António Moreira da UAb também destacou a parceria. “Trata-se de um marco muito importante entre as duas instituições, pois além das ofertas conjuntas de cursos de formação a nível de pós-graduação, o consórcio permitirá ampliar as investigações das pesquisas que envolvem membros de ambas as instituições”, comentou.

Agenda – O reitor cumpre extensa agenda institucional em Portugal e ainda nesta terça-feira, 08, compareceu ao Instituto Superior Técnico de Lisboa para tratar sobre possibilidades de cooperação com a instituição. Segundo o reitor, a pretensão é que o Núcleo de Engenharia de Água e Solo (NEAS) seja objeto de um acordo com a Marine Enviroment and Tecnology Center (Maretec), um centro de pesquisa e tecnologia marítima.

Compartilhar