UFRB – MEC autoriza novos cursos superiores de tecnólogos no Campus Santo Amaro

O Ministério da Educação (MEC) autorizou hoje (16), em ato publicado no Diário Oficial da União, o funcionamento dos cursos superiores de tecnólogo em Artes do Espetáculo; Produção Musical; e Política e Gestão Cultural, que vão funcionar na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Campus Santo Amaro.

A Portaria Nº 498, de 13 de julho de 2018, assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação, Henrique Sartori de Almeida Prado, autorizou os três cursos superiores de graduação, em nível de tecnólogo, para 40 vagas. O curso terá a duração de seis semestres.

Haverá duas formas de ingressos nos cursos de tecnólogo: a seleção pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), diretamente como opção de curso pelo aluno que fez o Exame Nacional do Ensino Médio; ou a complementação do Bacharelado Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Curso BICULT), que funciona no Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), em Santo Amaro.

No caso da complementação do BICULT, o aluno concludente terá dois diplomas de graduação: o de bacharel e o de tecnólogo, na área escolhida. Para este aluno do BICULT, após a conclusão dos seis semestres letivos, o segundo ciclo de estudos pode ser em Artes do Espetáculo; ou Produção Musical; ou Política e Gestão Cultural.

Neste segundo ciclo, o aluno terá uma formação específica relacionada à compreensão das áreas e campos da cultura, das linguagens artísticas e das tecnologias do espetáculo, com vistas à formação ética e profissional, na idealização, construção e realização de projetos concernentes ao campo de trabalho e à formação da cidadania.

O diretor do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), professor Danilo Silva Barata comemorou a aprovação dos novos cursos superiores em tecnologia. “São cursos pioneiros no Brasil” disse Danilo, chamando a atenção que na Europa, há muito tempo existe o curso de Artes do Espetáculo.
“O curso de Artes do Espetáculo contempla as áreas técnicas do espetáculo; o que chamamos de engenharia do espetáculo”, explicou Danilo.

Segundo ele, o curso de Produção Musical envolve a estrutura necessária para a produção de música, a produção de CD e de DVD e a divulgação nas mídias tradicionais e digitais.

Já o curso de Política e Gestão Cultural envolve as informações e os mecanismos necessários para o fomento de políticas culturais nos municípios, estados e União; podendo, também, o tecnólogo trabalhar diretamente na articulação com os setores produtivos.

Perfil do Egresso do BICULT

O Curso BICULT tem como propósito a formação de cidadãos críticos, profissionais reflexivos e capazes de atuar nas áreas da cultura, das artes, da educação, das tecnologias do espetáculo e da economia criativa. Busca assegurar uma formação de valores éticos e profissionais, vinculados à idealização, elaboração e realização de projetos concernentes ao campo de trabalho, à formação da cidadania e à qualidade de vida social. O estudante egresso terá uma formação interdisciplinar e estará apto também para atuar no âmbito da política, da produção e da gestão, mediante compreensão das áreas e campos da cultura, das linguagens artísticas e das tecnologias. O perfil almejado é do acadêmico que tenha se desenvolvido, no decorrer de sua formação, de forma integrada e equilibrada, nas dimensões: cognitiva, técnica, humana, interpessoal, psicológica, ética e social, de modo a ser um acadêmico competente do ponto de vista técnico, proativo na busca permanente de aprimoramento pessoal e aprendizado científico, humano na forma de cuidar, responsável do ponto de vista moral, consciente da dimensão ética, solidário nas relações interpessoais, engajado socialmente e participativo como cidadão.

Compartilhe: