UFRGS – Secretário executivo do MEC abre ciclo de conferências sobre PDI

UFRGS – Secretário executivo do MEC abre ciclo de conferências sobre PDI

Luiz Cláudio Costa falou sobre as expectativas do ministério quanto aos Planos de Desenvolvimento Institucional das universidades brasileiras

Na tarde desta segunda-feira (24), o secretário executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, abriu o ciclo de conferências que integra as atividades para elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFRGS 2016-2026. Partindo do tema Políticas estruturantes do MEC para a educação superior nos próximos anos, ele compartilhou com a comunidade universitária as expectativas do ministério quanto aos planos que estão sendo construídos pelas instituições de ensino superior do Brasil.

O secretário destacou avanços obtidos ao longo dos últimos dez anos nas universidades, como o ingresso de 35 mil novos professores, o alcance do número de um milhão de alunos e a expansão física. “Não precisamos de um segundo REUNI. É o momento de pensar o que queremos para a universidade e o país.” Para ele, vivemos um momento de maturidade, no qual é necessário construir um planejamento que não seja representativo apenas dos ideais de uma gestão, mas dê conta do caminho que a comunidade universitária quer trilhar a longo prazo.

Envolvido com a elaboração do PDI da UFRGS, o vice-reitor Rui Vicente Oppermann observou: “Se nós queremos que a nossa universidade tenha todo o seu potencial direcionado à nossa comunidade, ela só vai fazer isso buscando a transversalidade. É um grande desafio, mas fico muito tranquilo, porque a UFRGS será muito bem-sucedida”.

ufrgsluizclaudio

Costa indicou temas para os quais as universidades devem dar especial atenção em seus PDIs: contribuição para o desenvolvimento nacional; compromisso com a transformação social das regiões onde estão inseridas; internacionalização solidária, e não só medida por números; inovação tecnológica convertida em melhorias para a população; formação de professores da educação básica; e educação a distância, a qual prefere chamar de “educação com diferentes níveis de presencialidade”.

Do lado de fora do Salão de Atos da UFRGS, onde a conferência foi apresentada, houve manifestação de servidores e estudantes. Eles aproveitaram a oportunidade para chamar atenção para as dificuldades que as universidades vêm enfrentando com cortes de gastos, o que deve ser levado em consideração no plano de desenvolvimento.

A próxima conferência do ciclo, Brasil Século XXI: panorama atual e visão prospectiva, será ministrada pelo Dr. José Celso Pereira Cardoso Junior, no próximo dia 31. Visite o site do PDI para saber mais.

Foto: Ramon Moser

Compartilhar