UFRJ – Conselho Universitário debate greve estudantil

UFRJ – Conselho Universitário debate greve estudantil

O Conselho Universitário (Consuni) da UFRJ decidiu manter o calendário acadêmico deste ano, após discutir amplamente o encaminhamento aprovado na sessão de ontem do Conselho de Ensino de Graduação (CEG). Em sessão ordinária realizada nesta quinta-feira, 11 de junho, o Consuni reconheceu a legitimidade da greve estudantil em andamento, mas decidiu dar continuidade a todos os atos acadêmicos previstos no calendário em vigor, para garantir a estabilidade institucional da universidade.

Com 27 votos a favor, foi aprovado o parecer da Comissão de Ensino e Títulos (CET) do conselho, que buscou tanto reconhecer a legitimidade da greve dos estudantes, quanto a decisão dos docentes de não paralisarem atividades. A pauta foi discutida em caráter de urgência.

Na opinião da maior parte dos conselheiros, não caberia ao Consuni determinar que os professores interrompessem atividades, já que é a assembleia da categoria o único fórum adequado para a decisão.

A proposta apresentada pela bancada estudantil, cuja pauta principal defendia a suspensão do calendário acadêmico, recebeu cinco votos.

Sessão marcada por debates intensos

Em sessão de aproximadamente quatro horas, o conselho ouviu argumentos de alunos e professores membros do colegiado, e ainda abriu a palavra a representantes da Adufrj, Sintufrj, ao Coletivo Negro Carolina de Jesus e ao CA da Medicina.

O reitor Carlos Levi elogiou a presença expressiva das centenas de estudantes na sessão e destacou que “a riqueza do espaço universitário é marcada pela polêmica e pelo debate de ideias”.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – GABINETE DO REITOR

Compartilhar