UFRN – Grupo de pesquisa lança manual Diversidade na Publicidade

UFRN – Grupo de pesquisa lança manual Diversidade na Publicidade

O grupo de pesquisa Ciberpublicidade e Sociabilidades Digitais do Departamento de Comunicação Social (Decom) da  Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lança um manual da diversidade para o mercado publicitário, produto fruto do Projeto de Extensão DIV.A.S – Diversidade, Ação e Sensibilidade na Publicidade Brasileira, realizado ao longo deste ano.

A  produção do manual envolveu entrevistas, pesquisas bibliográficas e dados estatísticos, com o intuito de embasar as dicas do manual e trazer argumentos sólidos para os profissionais das áreas de Marketing e Publicidade convencerem seus clientes a adotarem a prática da inclusão com responsabilidade.

O projeto de extensão nasceu com o objetivo de oferecer aos anunciantes, agências e profissionais do mercado um guia aprofundado para a criação publicitária diante das demandas atuais da diversidade e da representatividade.

A professora Fernanda Carrera, coordenadora do projeto, explica que “A ideia surgiu com o incômodo gerado pelas inúmeras peças publicitárias problemáticas que vemos ser veiculadas e retiradas do ar por conta da repercussão negativa. Algumas não chegam a sair de circulação, mas continuam reforçando estereótipos e preconceitos inadmissíveis para formação cultural do país”.

Na primeira edição, o manual dá dicas de como tratar a representatividade de pessoas gordas, do público LGBT, de homens e mulheres negras, de idosos, indígenas e das pessoas com deficiência nos anúncios publicitários.

“A universidade tem o papel de pensar sobre as práticas do mercado e sugerir soluções. Nós ouvimos representantes de cada minoria. Estamos mostrando de forma clara como o público-alvo destas campanhas gostaria de se ver nos anúncios. Seguir o manual é uma forma de evitar repercussões negativas que viralizam hoje, rapidamente, e fugir de desgastantes gerenciamentos de crise. Para a marca, é uma forma também de não perder tempo e dinheiro”, afirma Fernanda Carrera. Clique no site para ter acesso ao manual.

 

Fonte: por Agecom UFRN

Compartilhar