UFRN – MCC firma parceria para levar exposição Aves e evolução à Paraíba

UFRN – MCC firma parceria para levar exposição Aves e evolução à Paraíba

A exposição Aves e evolução – uma perspectiva histórica do Museu Câmara Cascudo (MCC) da UFRN será levada para a Estação Cabo Branco (ECB) – Ciência, Cultura e Arte, em João Pessoa, na Paraíba. A parceria entre o MCC e a Estação está sendo fechada e no final do mês de outubro a exposição deve ser levada para a ECB, sendo liberada para visitação em novembro. A exposição acontece no MCC desde novembro de 2017, inaugurada nas festividades dos 57 anos do Museu.

A primeira iniciativa para que a mostra seja levada à Estação Cabo Branco foi dada pelo curador da exposição, Glaudson Freire de Albuquerque, que entrou em contato com a ECB para sondar possível interesse da instituição paraibana em receber a itinerância. A ideia foi bem recebida pela equipe da ECB e os contatos e visitas técnicas  se iniciaram em abril de 2019.

Uma comissão, formada pela curadora da ECB, Larissa França, e por profissionais do MCC, Gildo Santos Júnior (museólogo) e Cristiana Moreira (pedagoga), além do curador da exposição, Glaudson Freire, está trabalhando para concretizar o projeto de parceria.

A exposição Aves e evolução – uma perspectiva histórica encerra sua temporada no MCC no domingo, 29 de setembro, e será aberta, na Estação Cabo Branco, a tempo das comemorações dos 160 anos da publicação da obra A origem das espécies, de Charles Darwin, em 24 de novembro.

De acordo com o museólogo Gildo Santos Júnior, trata-se parceria inédita entre o MCC/UFRN e a ECB, que resultou na primeira itinerância de exposição do museu universitário em outro estado. Para o diretor do Museu, Everardo Araújo Ramos, a parceria pode trazer exposições que estejam na Estação Cabo Branco para o MCC. “É interessante porque reduz custos, é um ganho para a instituição, oferecendo mais possibilidades de exposições para o público sem precisar de muitos recursos”, avalia.

A mostra apresenta o papel das aves na história da evolução das espécies. Todo o material que está exposto hoje no Museu será levado para Estação Cabo Branco, composto por aves taxidermizadas, painéis e vídeos com imagens e informações ligadas à temática da mostra, livros de Darwin e de ilustração com aves, além de uma réplica de um fóssil de um dinossauro que tinha asas.

“Procuramos criar uma narrativa nesta exposição. Foi pensado um projeto expográfico, para que o visitante tenha essa experiência de transitar pelo espaço, de ter um percurso, de ter elementos visuais pensados para a exposição”, explica o vice-diretor do MCC, Isaías da Silva Ribeiro.

A exposição Aves e evolução – uma perspectiva histórica ainda pode ser visitada pelos natalenses durante a Primavera dos Museus, evento que iniciou nesta terça-feira, 24, e acontece até o próximo domingo, 29, com a realização de várias atividades no MCC. Veja a programação completa do evento.

Foto: Cícero Oliveira

Compartilhar