UFRR treina profissionais que atuarão no Hospital de Campanha

UFRR treina profissionais que atuarão no Hospital de Campanha

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) realiza de terça a quinta-feira (2 a 5) o treinamento de mais turmas de profissionais de saúde que prestam atendimentos a pacientes com Covid-19. Os médicos e enfermeiros capacitados atuarão na Área de Proteção de Cuidados instalada ao lado do Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA), bairro 13 de Setembro.

O local, conhecido como Hospital de Campanha, é coordenado pelo Exército, por meio da Operação Acolhida, conta com a parceria da UFRR, da Prefeitura de Boa Vista e do Governo do Estado. A Área de Proteção de Cuidados integra o Plano Emergencial de Contingência para a Covid-19 e contará inicialmente com 80 leitos, podendo atingir a capacidade de 1.200 leitos.

As capacitações iniciaram no final de março e seguem de forma contínua sendo realizadas por professores da UFRR e colaboradores, pois as equipes profissionais de saúde estão na linha de frente e mais expostos a contaminação do vírus. Nos treinamentos, os profissionais aprendem a lidar de forma mais segura com os Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

A primeira turma, composta por 49 enfermeiros, participou do treinamento nesta terça-feira (2) no prédio do Curso de Enfermagem, campus Paricarana. As atividades foram conduzidas pelos professores efetivos do curso Raphael Florindo Amorim e Andréa dos Santos Cardoso, e pela enfermeira colaboradora Luini Senna de Luna, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

A coordenadora do Curso de Enfermagem, professora Cíntia Casimiro explica que o treinamento tem por objetivo preparar os enfermeiros que atuarão na linha de frente a pacientes com COVID-19, a fim de evitar a contaminação e a disseminação do vírus. O conteúdo prático aborda a paramentação e a desparamentação do profissional, além da higienização das mãos, entre outros temas.

A enfermeira Bruna Helen Vaz Pires é egressa do Curso de Enfermagem da UFRR e vai atuar no Hospital de Campanha. Ela fala sobre a importância do treinamento: “Está sendo muito importante, a gente fica muito perdido diante de tanta informação que temos sobre a COVID-19. Ter um treinamento com professores que estão sempre buscando se atualizar e tem facilidade de filtrar essas informações e repassar para a gente é muito interessante, porque além de nos treinar eles nos dão o caminho para continuarmos nos atualizando. Outro ponto, é a importância de cada tema abordado. Hoje, por exemplo, foi sobre paramentação e desparamentação, um tema que parece simples, mas que é fundamental para que nós, profissionais, não nos contaminemos, seja em colocar ou retirar cada equipamento de proteção individual. Então está sendo muito proveitoso”, frisa.

 

Na quinta-feira (4), 20 médicos receberão o treinamento no Hospital de Campanha das 15h às 18h. Outra turma de médicos está programada para a sexta-feira (5), também à tarde. Essas capacitações serão conduzidas por uma equipe de professores do Curso de Medicina da UFRR.

A capacitação de profissionais de saúde integra o Eixo 1 “Desenvolvimento Profissional” do projeto “Ações para o enfrentamento da pandemia COVID-19” desenvolvido pela instituição. O objetivo é promover capacitação para reconhecimento, triagem e manuseio do paciente com a Covid-19.

Outras ações – Além dos treinamentos, a Universidade Federal de Roraima realizou a entrega de cerca de 2 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e 150 litros álcool em gel 70% para a Operação Acolhida, coordenada pelo Exército Brasileiro. O material produzido na UFRR será utilizado no Hospital de Campanha do Exército. Foram entregues 1.080 máscaras e 910 protetores faciais contra respingos, conhecidos como Face Shields, confeccionados pelo Curso de Medicina da UFRR.

Compartilhar