UFS – Pesquisadora da UFS lança livro sobre telenovelas

UFS – Pesquisadora da UFS lança livro sobre telenovelas

Raquel Carriço é professora do Departamento de Comunicação

Em Portugal, o destaque das telenovelas na programação tem demarcado não apenas grandes transformações no cenário televisivo nas últimas décadas, mas também, o interesse dos seus observadores sobre o que levaria a audiência a se dedicar às telenovelas. A princípio eram as telenovelas brasileiras o grande trunfo da programação televisiva, em seguida, as telenovelas nacionais tomam a frente do “poder de atração” do interesse do telespectador português.

Esta inversão histórica no território das transmissões das telenovelas em Portugal pôde ser observada como conduzida basicamente por três condições primordiais. A primeira delas é o cumprimento das políticas culturais estabelecidas nas diretrizes do regime de operação da televisão em Portugal, a segunda, a criação de condições “propícias” para as produções locais, por último, a aceitação dessa nova proposta pela audiência da televisão. Mas, sem o parecer positivo dos receptores, as novelas portuguesas não se sustentariam na grade da programação televisiva.

As telenovelas brasileiras, por sua vez, não deixaram de ser emitidas e recepcionadas em Portugal. Mesmo com menor expressão de sucesso, elas demonstram possuir algum poder de atração sobre o telespectador português. Tal cenário possibilita a seguinte reflexão: Por que as pessoas assistem às telenovelas? O receptor percebe diferenças fundamentais entre as novelas de origem nacional e estrangeira? Do que se tratam as supostas diferenças e/ou similaridades? Estas propiciam os mesmos usos; as mesmas recompensas e despertam os mesmos interesses? Mais especificamente, quais são os elementos preponderantes na seleção de uma telenovela em rejeição à outra?

Estes questionamentos guiaram o trabalho de investigação exposto no livro “Telenovelas brasileiras e portuguesas: padrões de audiência e consumo” (Editora Diário Oficial do Estado de Sergipe – EDISE),da pesquisadora e professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Raquel Marques Carriço Ferreira. A obra, que é fruto de sua tese de doutorado,é recomendada para os leitores interessados em análise da audiência e da recepção da comunicação de massa, considerando a telenovela como o tema central.

O estudo apresentado neste livro dá origem ao modelo que representa as experiências dos receptores das telenovelas em Portugal. Além disso, tem como objetivo entender as especificidades doprocesso de decisão que culmina com a seleção e audiência das telenovelas (brasileiras ou portuguesas).

No primeiro capítulo são expostas algumas noções sobre o gênero das telenovelas. A autora considera o contexto do ambiente televisivo português, cuja competitividade entre as emissoras as levam a investir estrategicamente nos conteúdos das telenovelas para atrair a audiência portuguesa para suas respectivas grades de programação. Ela também discute a relação de atratividade das telenovelas portuguesas e brasileiras pelos telespectadores portugueses entre 1999-2010. E, por meio da análise dos índices de participação de audiência coletada pelo instituto de pesquisa, demonstra a relação de penetração das telenovelas em Portugal.

O segundo capítulo apresentada os resultados essenciais das entrevistas realizadas com quase 50 telespectadores das telenovelas, destacando os motivos e contextos dessa audiência. O modelo desenvolvido pela autora prevê também as relações de preponderância da eleição das telenovelas segundo suas origens, se brasileiras ou portuguesas. Em conexão, estes elementos estabeleceram a estrutura do modelo que representa a audiência das telenovelas como ocorre em Portugal.

No terceiro capítulo, o modelo e seus respectivos conceitos configurados foram postos em discussão com a literatura que demonstrava maior potencialidade para sua interpretação. Para tanto, destacou-se as ideias sobre os processos intrínsecos de interação receptores versus conteúdos dos gêneros populares do entretenimento, como as telenovelas, para a verificação de como tal interação pode resultar em gratificações ou recompensas para os receptores, e estas gratificações, em motivos para novas exposições aos conteúdos das telenovelas. Os exemplares estão sendo vendidos na livraria Escariz.

Sobre a autora

Pesquisadora nas áreas de televisão, telenovelas, teorias da Comunicação, Raquel Marques Carriço Ferreira também atua com os temas dos estudos da Audiência e Recepção, Comunicação Persuasiva, Ética e Legislação Publicitária, Comunicação Integrada, Planejamento, Mídia. É Professora Adjunta da Universidade Federal de Sergipe, com atuação no curso de Publicidade e Propaganda e no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social. Publicitária, doutora pela Universidade Nova de Lisboa (2011), e mestre pela Universidade Metodista de São Paulo (2003), Coordena o curso de Publicidade e Propaganda (UFS) e o grupo de pesquisa RECEPCOM – Grupo de estudos da produção e recepção Ficcional.

Ascom UFS

Compartilhar