UFSB realiza mesa redonda sobre a situação da universidade pública

UFSB realiza mesa redonda sobre a situação da universidade pública

Na última sexta-feira, dia 20 de setembro, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) realizou a Mesa Redonda “A situação da universidade pública na atual conjuntura”, com os convidados Prof. João Carlos Salles, Presidente da Andifes e Reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e o Prof. Gesil Sampaio Amarante, do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). A Mesa foi realizada no campus Jorge Amado e transmitida para os demais campi (Sosíegens Costa e Paulo Freire).

Em um estilo informal, o bate-papo, como os próprios convidados chamaram, começou com a explanação do professor Gesil que, mesmo se considerando um dos maiores defensores da cooperação entre a universidade e a empresa, ponderou sobre essa parceria. Citou o orçamento das universidades americanas, em que os recursos empresariais aparecem bem abaixo dos recursos federais no orçamento total da universidade. Pontuou sobre a debilidade das universidades em fornecerem dados que demonstram a sua força e importância, o que dificulta o processo de compreensão do seu papel na/para a sociedade.Em continuidade, o professor João Salles também concluiu que a parceria universidade e empresa deva existir, lembrando que não deve comprometer a parte pública da universidade. Dando como exemplo a UFBA, ele explicou que toda universidade deve ser plena, ou seja, ter finalidades múltiplas e se complementar.

Um momento para as perguntas do público foi aberto, tendo participado servidores, estudantes e público externo. Ao ser questionado sobre o programa Future-se, o professor João Salles lembrou sobre a necessidade da crítica e do debate sobre o projeto, a fim dialogar com todos os lados. Quanto ao posicionamento da Andifes em relação à adesão do programa por parte das universidades, ressaltou que a Andifes não passará por cima da independência e autonomia de nenhuma universidade, tendo todas o seu livre arbítrio.

Para finalizar, a Reitora Joana Angélica Guimarães enfatizou a tríade “Ensino, Pesquisa e Extensão”, lembrando que é por meio da Extensão que o preconceito criado pela sociedade às Instituições pode ser desfeito.

Ao final, O Diretor de Planejamento da UFSB, Franklin Matos, informou que, nos próximos dias, será enviado à Andifes uma nota técnica com dados concretos da estimativa do custo aluno das Universidades Federais.

Compartilhar