UFSCar cria Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade

UFSCar cria Secretaria de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade

Unidade terá coordenadorias de Relações Étnico-Raciais, de Inclusão e Direitos Humanos e de Diversidade e Gênero, responsáveis pelo acolhimento e promoção de políticas, reflexões e ações

Os conselhos Universitário (ConsUni) e de Administração (CoAd) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) acabam de aprovar a criação da Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade da Universidade. A nova unidade terá três coordenadorias: de Relações Étnico-Raciais; de Inclusão e Direitos Humanos; e de Diversidade e Gênero. Todas elas serão responsáveis pelo acolhimento e promoção de políticas, reflexões e ações em suas áreas específicas e pelo combate ao preconceito, à intolerância e à violência.

A criação da Secretaria é uma decorrência do Programa de Ações Afirmativas (PAA) da UFSCar – iniciado em 2007 – e, também, a concretização de uma série de diretrizes inseridas no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade em seu processo de atualização, em 2013. “O fortalecimento do PAA, o combate a todas as formas de discriminação, dentre outros desafios e propostas relacionados à promoção da equidade, foram compromissos que assumimos ao iniciarmos nossa gestão, em 2012, e que agora entram em um novo patamar com a criação da Secretaria. Além disso, a nova unidade, vinculada diretamente à Reitoria, destaca a relevância atribuída a essas questões na Universidade e nos permite avançar na institucionalização de uma série de ações e políticas, além de constituir um espaço privilegiado para o acolhimento e enfrentamento de novas demandas e necessidades apresentadas à UFSCar por diferentes canais, como, por exemplo, a Ouvidoria”, afirma o Reitor da UFSCar, Targino de Araújo Filho.

Ao longo do debate sobre a proposta, foi reiterada justamente a importância dos avanços na institucionalização do combate à desigualdade, à discriminação, ao preconceito e todas as formas de violência, com destaque ao fato de como a criação da Secretaria dá visibilidade, inclusive, ao fato dessas questões serem transversais a todos os espaços e atores da Universidade. “Devido à implantação, no âmbito da criação do PAA, da reserva de vagas para os cursos de graduação, inicialmente as ações relacionadas ao Programa ficaram concentradas na Pró-Reitoria de Graduação. No entanto, sempre soubemos da necessidade de articular diferentes unidades, de consolidar uma gestão transversal, e a criação da Secretaria permitirá justamente essa articulação, esse diálogo”, relata a Pró-Reitora de Graduação da UFSCar, Claudia Reyes.

Estrutura
A proposta da Secretaria prevê, além das três coordenadorias, a constituição de um Comitê Gestor de caráter executivo e do Conselho de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade, de caráter consultivo, cuja composição prevê a participação de representantes das diversas unidades e categorias de integrantes da comunidade universitária. No processo de implantação da unidade, está prevista a realização, de julho a setembro deste ano, de uma série de seminários temáticos em todos os campi da Instituição, voltados à reflexão sobre a temática e à preparação da instalação da nova unidade.

Compartilhar