UFSCar promove ações junto a mulheres que já tiveram câncer

UFSCar promove ações junto a mulheres que já tiveram câncer

Proposta utiliza técnicas de atenção plena para tratar sintomas que permanecem após o enfrentamento da doença

A Unidade Saúde Escola (USE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está convidando mulheres curadas do câncer para participarem da atividade de extensão “Promoção da Saúde Baseada em Mindfulness (MBHP) para mulheres que sobreviveram ao câncer”. A proposta é promover uma intervenção, com recursos da atenção plena, para tratar sintomas físicos, psicológicos e cognitivos que permaneceram após o enfrentamento da doença.

A iniciativa é coordenada por Daniela Xavier de Souza, psicóloga da USE. Segundo ela, “apesar da taxa de sobrevivência ao câncer ter evoluído muito nos últimos anos, as diversas consequências do adoecimento e do tratamento acompanham as pessoas por muito tempo, afetando a qualidade de vida de quem venceu a doença”. Nesse contexto, as Intervenções Baseadas em Mindfulness (MBIs) têm se mostrado promissoras para o manejo dos sintomas remanescentes pós-cura.

De acordo com Souza, o mindfulness (atenção plena) estimula a capacidade de estar atento ao momento presente de maneira intencional, com abertura, curiosidade e aceitação da própria experiência. É uma capacidade inerente a todo ser humano, em maior ou menor grau; no entanto, “essa capacidade é pouco exercitada, em especial nos dias atuais em que nossa sociedade considera comum e até desejável a realização de tarefas simultâneas e automáticas”, explica. A psicóloga diz que, embora a origem do mindfulness remeta a tradições religiosas orientais, essa estratégia terapêutica é secular, com sólida base científica, sem alusões a religiões ou culturas específicas. O responsável pela divulgação do conceito no Ocidente foi o psiquiatra Jon Kabat-Zinn, da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos.

A atividade de extensão da USE é voltada a mulheres acima de 18 anos, que tenham encerrado tratamento para qualquer tipo de câncer, com exceção do de mama, e que não estejam em fase aguda de qualquer transtorno psiquiátrico. O projeto vai promover uma intervenção em grupo baseada em mindfulness e voltada à promoção da saúde e da qualidade de vida, método que tem sido aplicado no Brasil e na Espanha, em uma versão adaptada do original, com resultados positivos.

As interessadas devem comparecer à USE, localizada na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar, no dia 30 de julho, para uma palestra introdutória em que será apresentado o programa e esclarecidas as dúvidas. A palestra será realizada em dois horários, às 10 e às 14 horas. As atividades do programa terão início em 20 de agosto e término programado para outubro. As vagas são limitadas. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail danielaxaviersouza@gmail.com ou pelo telefone (16) 3351-8645.

Compartilhar