UFSJ comemora 23º aniversário

UFSJ comemora 23º aniversário

 

No dia 21 de abril, a Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) completa 23 anos, num momento de grandes perspectivas para as instituições federais de ensino superior, que veem confirmada sua capacidade de crescer com qualidade.  A agenda de eventos começa na manhã da quarta, 21, com missa, às 9h15, da Venerável Ordem Terceira de São Francisco de Assis, que homenageará também o centenário de nascimento do Presidente Tancredo Neves, patrono da UFSJ, na Igreja de São Francisco de Assis. A celebração será abrilhantada pela tradicional Orquestra Ribeiro Bastos, sob a regência da maestrina Maria Stella Neves Valle.

Às 11h, no anfiteatro do Campus Santo Antônio, seis personalidades do mundo político e acadêmico receberão a Medalha Tancredo Neves, a mais alta honraria da UFSJ. Este ano, com aprovação do Conselho Universitário, os agraciados serão: Alberto Duque Portugal, secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Luiz Fernando Faria, deputado federal e ex-aluno da Universidade; José Henrique Paim Fernandes, secretário executivo do Ministério da Educação; José Israel Vargas, ex-ministro da Ciência e Tecnologia e ex-secretário estadual dessa área; Vera Maria Carvalho Alves, chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo de Sete Lagoas; e Tiago Adão Lara, professor de Filosofia da antiga Faculdade Dom Bosco de Filosofia, Ciências e Letras (FDB), uma das bases de criação da UFSJ.

A Medalha Tancredo Neves foi instituída em 1989, com o objetivo de homenagear aqueles que contribuíram para a causa da educação superior pública. Aprovada pelo Conselho Deliberativo Superior, órgão máximo da antiga Fundação de Ensino Superior de São João del-Rei (Funrei), que deu origem à UFSJ, a condecoração já foi entregue a reitores, empresários, deputados, senadores, ministros de Estado, dirigentes de instituições de pesquisa e personalidades ligadas ao mundo acadêmico.

Inaugurações

No mesmo dia, a partir das 14h30, o ministro Fernando Haddad inaugura, no Campus Tancredo Neves (CTan), os novos prédios construídos com recursos dos programas governamentais de expansão, onde funcionam os 14 novos cursos instalados em São João del-Rei graças ao Reuni e ao Expandir.

Entre as novas edificações, destacam-se os conjuntos que abrigam os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Geografia, Comunicação Social – Jornalismo (Complexo Reuni I e Complexo Reuni II). Cada imóvel tem três pavimentos e conta com salas de aula, laboratórios, salas de professores, salas administrativas, salas de coordenadorias de cursos e salas de departamentos. Para o curso de Zootecnia, foi construído prédio exclusivo, também em três pavimentos, e nele funcionam salas de aula, laboratórios, salas de professores, salas administrativas, salas de coordenadorias de cursos e salas de departamentos.

Outro destaque são as novas instalações da Biblioteca, onde foram alocados os acervos de todos os cursos que funcionam no CTan: Administração, Ciências Contábeis, Educação Física, Música, Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Geografia, Comunicação Social – Jornalismo, Zootecnia, Computação e Artes Aplicadas. A Biblioteca dispõe ainda de anfiteatro climatizado para a realização de eventos acadêmicos, laboratório de informática, salas administrativas e de controle, sala de microfilmagem, cabines de estudos individuais e em grupo e uma sala de vídeo.

Música

Na cidade da música, das artes e da história, a UFSJ implantou, em 2006, sua graduação em Música, instalada no Campus Tancredo Neves, num dos prédios que é destaque entre os similares de outras universidades. A inauguração foi especialmente agendada para coincidir com a visita do ministro Haddad.

Com projeto arquitetônico de Jorge José Taier, professor da UFSJ, e projeto acústico do renomado professor Conrado Silva, da UnB, o prédio da Música reúne as melhores condições para a prática pedagógica e o fazer musical. As salas foram construídas de acordo com o tipo de instrumento ou atividade a ser desenvolvida em determinado ambiente. Com isso, elas podem ser adaptadas para ensaio dos grupos orquestrais do curso e para apresentações, podendo ser ainda usadas de maneira convencional e como estúdio de gravação. Para tanto, a concepção arquitetônica se baseou no princípio de plateia móvel, que permite essa ampla gama de adequações.

De acordo com Taier, paredes sinuosas, apropriadas à dissipação do som, e anteparos de tratamento acústico controlam a reverberação, garantindo conforto ambiente e condições ideais para a prática musical. “Trata-se de construção extremamente moderna no que diz respeito a materiais, volumetria e funcionalidade”, destaca.

Fórum Documenta

No dia 29, às 19h30, no anfiteatro da Biblioteca do Campus Dom Bosco, está agendado o lançamento da página eletrônica Arquivos Históricos da Comarca do Rio das Mortes – Minas Gerais, resultante do projeto Fórum Documenta, desenvolvido pelos pesquisadores do Laboratório de Restauração e Conservação de Documentos e Obras Raras (LabDoc), sob coordenação do professor Ivan de Andrade Vellasco (Decis).

O novo portal apresentará documentos da antiga Comarca do Rio das Mortes e dos fóruns de municípios mineiros como Oliveira, Itapecerica e Conselheiro Lafaiete. Além destes, já é pretendida a realização de novos trabalhos com os acervos dos fóruns de Prados, Aiuruoca, Baependi, Campanha e Lavras. Dentre os arquivos encontram-se processos criminais e cíveis, inventários, testamentos e livros de variados assuntos como registros de atas, listas de jurados e procurações. Toda essa documentação poderá ser conferida no novo endereço do portal: www.documenta.ufsj.edu.br.

 

Compartilhar