UFSJ é contemplada em edital de cooperação entre Brasil e Inglaterra

Projeto do professor Luiz Gustavo Martins da Silva, do Departamento de Tecnologias em Engenharia Civil, Computação e Humanidades (Dtech) da UFSJ, foi um dos contemplados na Institucional Links 2017, chamada internacional de cooperação para propostas relacionadas à inovação social. Uma iniciativa de 11 Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), por meio do Conselho Nacional de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), em parceria com o British Council.

Com o objetivo de promover a troca de conhecimentos entre instituições brasileiras e britânicas de ensino superior ou pesquisa, a chamada selecionou propostas nas áreas de Desenvolvimento Rural e de Biodiversidade, que tinham como premissa a expansão da capacidade de atores envolvidos diretamente em processos dessas áreas.

Cada estado brasileiro recebeu pautas específicas, e pode submeter três propostas. No caso de Minas Gerais, a temática recaiu sobre desenvolvimento rural e suas variáveis, abrangendo áreas como agronomia, alimentos, recursos florestais, pesqueiros e animais, entre outros.

O projeto mineiro selecionado, Enhancing fisheries resilience and hydropower development: the road to sustainable energy-water-food NEXUS in Brazil, pertencente à UFSJ, trabalha com a busca de soluções sustentáveis para problemas globais de empreendimentos hidrelétricos e de infraestrutura com o uso de água. Problema que afeta, de forma negativa, a fauna de peixes e auxilem a atividade comercial, pesqueira e de subsistência de populações ribeirinhas em várias bacias hidrográficas do Brasil.

Em cooperação com a Universidade de Southampton, o cronograma da pesquisa prevê a quantificação dos impactos envolvidos na mortalidade de peixes em usinas hidrelétricas e o desenvolvimento de soluções para o problema, por meio da transferência de tecnologia entre a universidade inglesa e a UFSJ.
Após dois anos, duração máxima do trabalho conjunto de investigação, espera-se que os protótipos de sistemas de repulsão para peixes sejam incrementados e sua eficiência seja avaliada. Além disso, aguarda-se que as informações obtidas sobre os limites de descompressão suportados pelos peixes auxilie no desenvolvimento de novas máquinas que reduzam os riscos de mortalidade, beneficiando a sociedade (comunidade pesqueira), o ambiente (a conservação de peixes) e a economia do setor elétrico.

De acordo com André Luiz Mota, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, essa conquista mostra que a pesquisa desenvolvida pela UFSJ tem atingido níveis de qualidade internacional: “No cenário atual, marcado por um período de forte queda no financiamento ao fomento da pesquisa, atrair recursos estrangeiros torna-se um fator não somente desejável, mas necessário”, avalia.

O projeto de pesquisa da UFSJ

Coordenada pelos professores Luiz Gustavo Silva e Andrey Castro, do Departamento de Ciências Naturais (DCnat), a pesquisa em questão foi elaborada pelo Grupo de Pesquisa em Tecnologias para Estudos e Conservação da Ictiofauna da UFSJ.

Além da colaboração de outras instituições, como a Universidade Federal de Lavras e a Universidade de Kent, no Reino Unido, o trabalho é financiado pela Fapemig e há dois anos vem sendo desenvolvido com parceiros estrangeiros nos Estados Unidos e na Austrália. O apoio veio por intermédio da utilização de uma câmara hipo-hiperbárica para estudos de descompressão em peixes, o que despertou o interesse dos ingleses em aprovar a proposta.

Para o professor Luiz Gustavo, coordenador do projeto, o auxílio de pesquisadores internacionais vai contribuir para o avanço da pesquisa, uma vez que as restrições para obtenção de recursos acirram a competição. “Ter um projeto aprovado numa chamada internacional nos dá segurança para a continuidade às atividades que já foram desenvolvidas. Nosso objetivo é tornarmo-nos centro de referência e excelência nacional no assunto”, destaca.

British Council e Institucional Links 2017

O British Council é uma organização britânica sem fins lucrativos, que visa estabelecer laços pela educação e por relações culturais entre o Reino Unido e outros países. É responsável por operacionalizar o Institucional Links, programa que pretende promover a cooperação entre instituições brasileiras e britânicas por meio de um conjunto de atividades como workshops, palestras e trabalhos variados.

Fonte: ASCOM

Compartilhe: