UFSM é exemplo de boas práticas sustentáveis

UFSM é exemplo de boas práticas sustentáveis

Recentemente, a UFSM foi citada como referência de boas práticas sustentáveis no portal de Contratações Públicas Sustentáveis do Ministério do Planejamento. Os critérios sustentáveis das compras e a política de logística reversa dos objetos licitatórios da instituição foram tomados como exemplo.

Seguindo instruções normativas, desde o ano de 2010, o Departamento de Material e Patrimônio e a Pró-Reitoria de Infraestrutura buscam incentivar e monitorar a proporção de compras e contratações sustentáveis. Direcionados à melhoria da eficiência energética, os critérios de compra perpassam selos e etiquetas que garantam maior economia e a contratação de soluções eficazes para serviços e obras de engenharia, como aquisições de luminárias de alto rendimento, por exemplo.

Além disso, a política de logística reversa foi inserida nas licitações e garante a adequada destinação de materiais como pneus, lâmpadas e tonners de impressão.

Desenvolvido no âmbito do projeto “Compras Sustentáveis pela Inovação e por uma Economia Verde Inclusiva”, o caso de boas práticas na Universidade foi implementado pelo Secretariado para América do Sul do Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei), que é a principal associação mundial de cidades e governos locais dedicados ao desenvolvimento sustentável.

Tainara Liesenfeld – acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias

Compartilhar