UFV – Delegação visita a China em busca de cooperação institucional

UFV – Delegação visita a China em busca de cooperação institucional

Uma delegação da UFV foi à China em busca de parcerias com instituições daquele país que podem render intercâmbio de mobilidade de professores e pesquisadores e redes internacionais de relacionamento científico. Foram visitadas quatro cidades, seis universidades e dois centros de pesquisa. Pelo menos cinco instituições já firmaram acordos de colaboração institucional com a Universidade.

A visita a países com grandes possibilidades de intercâmbio institucional com universidades brasileiras é uma iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, por meio do Programa Institucional de Internacionalização (Capes-PrInt). Na UFV, um comitê gestor, articulado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PPG) e a Diretoria de Relações Internacionais, definiu a China e os Estados Unidos como as prioridades para este primeiro ano.

Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Raul Guedes, nesta primeira visita, em vez de buscar os parceiros internacionais já estabelecidos, o comitê gestor do Programa Capes-PrInt na UFV optou por uma possibilidade promissora para projetos futuros. “A China é um parceiro comercial muito importante para o Brasil, pois conquistou uma grande projeção científica e tecnológica, é reconhecida por isso e está muito aberta à cooperação com o que tem em comum com a UFV”. Ele também lembrou que a parceira com a China abre oportunidades de empregos para alunos da UFV que participem de futuros intercâmbios.

A delegação viajou entre os dias 17 e 30 de setembro e foi composta pelos professores Hilário Mantovani (Departamento de Microbiologia), Luiz Orlando de Oliveira (Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular), por dois membros do Comitê Gestor do PrInt UFV, professores Ângelo Pallini (Departamento de Entomologia) e Murilo Zerbini (Departamento de Fitopatologia), além do diretor de Relações Internacionais, Vladimir Di Iorio, e do pró-reitor Raul Guedes. A composição, segundo Vladimir, refletiu a disposição da UFV em contemplar as diversas áreas que manifestaram interesse na prospecção de parcerias.

A delegação foi recebida nas seguintes instituições chinesas: Zhejiang Agriculture & Forestry University, Zhejiang University, Nanjing Agricultural University, Nanjing University, Hunan Agricultural University, Institute of Subtropical Agriculture, Southwest University e Citrus Research Institute. Em todas elas, a equipe da UFV buscou possibilidades de pesquisa conjunta, intercâmbio de pesquisadores e estudantes de pós-graduação e dupla titulação para mestrado e doutorado.

Para a graduação, foram identificadas oportunidades de intercâmbio e participação de estudantes chineses no Brazilian Agribusiness Program, um programa internacional que será iniciado na UFV, em 2020. O intercâmbio cultural também foi tema das discussões. Na pauta, possibilidades de incrementar o ensino de língua e cultura chinesas na UFV e o envio de representantes para o ensino de português e assuntos relacionados à cultura brasileira na China, o que deverá ser feito por meio do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCH).

Ainda para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, “a internacionalização crescente demandada no Brasil, e já corrente na China, estimula o estreitamento desses laços. Cabe aproveitá-los para o enriquecimento institucional e pessoal dos que estiverem motivados a usufruir deste contexto”.

Confira registros fotográficos da visita neste link e saiba mais sobre as possibilidades de parcerias com as universidades visitadas na China no site da Diretoria de Relações Internacionais.

Compartilhar