UnB recebe competição de atletas de saltos ornamentais

UnB recebe competição de atletas de saltos ornamentais

Um espetáculo esportivo repleto de habilidade e beleza contagiou o público na abertura da 49ª edição do Troféu Brasil de Saltos Ornamentais, nesta quarta-feira (20), no Centro de Excelência da modalidade, na Universidade de Brasília. Do alto trampolim de três metros ou da plataforma que chega até os dez, os esportistas encantaram espectadores que compareceram ao primeiro dia da competição.

“Nunca tinha visto de tão perto atletas de ponta e nem tido contato com esse esporte, só mesmo pela televisão. Estou achando incrível”, contou a estudante de Enfermagem Mariana Machado, 20 anos, que assistiu ao evento acompanhada do irmão João Felipe Machado, estudante do terceiro ano do ensino médio.

“Gosto muito de esportes, mas estou acostumado com modalidades como futebol e basquete. Ter oportunidade de ver um esporte como esse de perto é bem legal”, compartilhou João, 17 anos, que almeja prestar vestibular para a UnB em algum curso de engenharia.

O Troféu Brasil segue até sábado (23), com provas preliminares e finais a cada dia. O evento é aberto ao público e tem entrada gratuita. O Centro de Excelência em Saltos Ornamentais está no Centro Olímpico da UnB, localizado abaixo da Via L4 Norte, nas imediações da Faculdade de Educação Física, campus Darcy Ribeiro.

Luis Felipe Moura (esquerda) e Kawan Pereira treinam no Centro de Excelência da UnB. Foto: Heloíse Corrêa/Secom UnB

 Os principais atletas do país na modalidade estão na competição. Eles disputam classificação em diferentes categorias, em provas realizadas no trampolim ou na plataforma. O torneio funciona como seletiva para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, que acontece em julho, na Coreia do Sul. O torneio também classifica para os Jogos Pan-Americanos, no Peru, e para o Grand Prix, na Itália, agendados para o mesmo mês.

O primeiro dia de competição rendeu bons resultados para alguns dos atletas do Centro de Excelência da UnB. É o caso de Kawan Pereira, 16 anos, que obteve o primeiro e o terceiro lugar, respectivamente, nas categorias masculinas Trampolim 1 Metro e Trampolim 3 Metros.

 

“Aqui na UnB temos toda a estrutura que precisamos: equipamentos e uma equipe completa de profissionais, com preparadores físicos, psicólogos, fisioterapeutas. Temos tudo o que um atleta deveria ter”, assegurou Kawan Pereira, que compete pelo Instituto Pró-Brasil.

Competindo pelo mesmo instituto, Luis Felipe Moura, 16 anos, também conseguiu a desejada classificação, com o segundo lugar nas categorias masculinas Trampolim 1 Metro e Trampolim 3 Metros. “Estou em busca do índice para o Grand Prix e para o mundial adulto. Fiquei muito feliz porque acertei minha série inteira”, contou o jovem, que treina na UnB desde os 10 anos

A coordenadora pedagógica SHOW DE TALENTO – Do trampolim de três ou da plataforma, os esportistas executaram saltos como o triplo e meio mortal para frente carpado – exercício com três cambalhotas completas com corpo dobrado na altura da cintura, pernas esticadas e braços envolvendo as pernas na altura das coxas.

A coordenadora pedagógica Naira Naves acompanhou os estudantes que animaram a torcida no primeiro dia do campeonato. Foto: Heloíse Corrêa/Secom UnB

Da arquibancada, o público assistiu atento aos movimentos que impressionam pela destreza e complexidade. A comemoração ganhou energia com o público mirim da Escola de Educação Infantil Alziro Zarur, da Legião da Boa Vontade. Os pequeninos, de cinco e seis anos, comemoraram cada acrobacia com gritos e aplausos.

“Trouxemos as crianças para incentivá-las no conhecimento e valorização da prática de esportes. A maioria delas não conhecia o esporte ou só tinha visto pela televisão”, contou a coordenadora pedagógica Naira Naves.

A competição é realizada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos em parceria com a Confederação Brasileira de Saltos Ornamentais (CBSO). “Essa é a competição nacional mais importante da modalidade. É a chance dos atletas conquistarem uma vaga na seleção”, destaca Ricardo Moreira, presidente da CBSO e coordenador do Centro de Excelência da UnB.

“Brasília é um local de tradição nos saltos ornamentais, grande parte dos atletas da modalidade estão aqui na cidade. E com a estrutura que hoje temos aqui na UnB, estamos investimento com mais qualidade nesses atletas desde a base. Temos certeza de que esses atletas vão chegar cada vez melhores para as próximas competições”, acredita Moreira.

Participaram da cerimônia de abertura do evento o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira; o diretor da Faculdade de Educação Física da UnB, Fernando Mascarenhas; o coordenador do Centro de Excelência em Saltos Ornamentais e Diretor de Esporte e Lazer da UnB, Alexandre Rezende; e a assessora especial da Reitoria da UnB, Dioney Magalhães Brito.

Compartilhar