UNIFAL apresenta trabalhos sobre assuntos estudantis na Argentina

Os trabalhos desenvolvidos pelo setor de Acolhimento e Psicologia da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace) e pelo Serviço de Orientação Educacional do Departamento de Apoio Pedagógico (DAP) da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UNIFAL-MG foram apresentados na 7ª Conferencia Latinoamericana sobre el Abandono en la Educación Superior (CLABES), realizada na Argentina. Na oportunidade, a pedagoga Edna de Oliveira, do campus Varginha, apresentou no formato pôster, o trabalho sobre a evasão no Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, resultante de sua dissertação.

Realizada anualmente desde 2001, a 7ª edição da conferência aconteceu entre 15 e 17/10 na Universidade Nacional de Córdoba. A CLABES objetiva reunir professores, profissionais do ensino superior, autoridades educativas e estudantes dos países da América Latina, preocupados com aspectos relacionados à qualidade do ensino superior e, em particular, com a evasão. “A conferência representa um importante espaço para analisar os fatores associados à evasão do ensino superior na América Latina, seus efeitos individuais e sociais, assim como definir as possíveis políticas que podem ser adotadas, em todos os níveis de responsabilidades, para contribuir com a permanência e o egresso dos estudantes”, comenta a pró-reitora adjunta de Assuntos Comunitários e Estudantis, Vânia Regina Bressan, pró-reitora adjunta de Assuntos Comunitários e Estudantis da UNIFAL-MG.

Vânia, junto à psicóloga da Prace, Crislaine Luisa Araújo, apresentou o trabalho intitulado “Ações de Promoção à Saúde, Atenção Psicossocial e Educacional como práticas de Integração Universitária”.

Neste, relataram todas as ações e projetos desenvolvidos pela Pró-Reitoria e parceiros, desde 2016, ao estudante, no contexto da saúde mental, atenção psicossocial e educacional. “Foram apresentadas as ações individuais de acolhimento e atendimento psicoterápico breve, atendimentos individuais pelo Serviço de Orientação Educacional da Prograd e ações coletivas, como as rodas de terapia comunitária integrativa, projetos como o ‘Fala Garoto(a)’, Recriarte, parcerias interinstitucionais – com o Programa Cidade Escola da Secretaria de Educação e Cultura do Município de Alfenas, rodas de conversas temáticas e as oficinas pedagógicas desenvolvidas pelo DAP, dentre outras”, comentou a pró-reitora adjunta da Prace.

Durante o evento, as pedagogas Michelle Cristine Toti e Edna de Oliveira, da Prograd, também apresentaram o trabalho intitulado “O serviço de apoio pedagógico aos estudantes do ensino superior: estudo de uma proposta em construção em uma Universidade Federal Brasileira”, que abordou o serviço de apoio pedagógico oferecido aos estudantes universitários, frente ao contexto de expansão e democratização do ensino superior brasileiro, delimitando o espaço que esse serviço tem ocupado nas universidades federais brasileiras, apresentando um levantamento do serviço de apoio pedagógico nas universidades federais brasileiras, e uma análise de experiência do serviço de apoio pedagógico desenvolvido na UNIFAL-MG. Este trabalho contou, ainda, com a autoria das pedagogas Amanda Rezende Xavier, do campus de Poços de Caldas e Luciana Oliveira, da sede.

Segundo as servidoras, a oportunidade foi muito importante enquanto capacitação, uma vez que proporcionou o conhecimento sobre a realidade dos demais países latino-americanos e as políticas desenvolvidas para a garantia do acesso e permanência, ambas semelhantes à realidade brasileira. “A oportunidade de participar desse espaço de discussão e troca de experiências entre os conferencistas dos diversos países da América Latina e sobre as formas de lidar com essas dificuldades foi muito importante para pensar a realidade do estudante universitário e para a reflexão sobre as suas dificuldades na instituição e possíveis ações de enfrentamento”.

Fonte: Ascom UNIFAL

 

Compartilhe: