UNIFAP recebe painéis fotovoltaicos para produção de energia solar

UNIFAP recebe painéis fotovoltaicos para produção de energia solar

A Universidade estima reduzir em 29% as contas de consumo elétrico do Campus Marco Zero.

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), por meio da Comissão do Programa de Implantação Institucional de Energia Solar, recebeu no dia 03 de agosto a primeira remessa de painéis fotovoltaicos, inversores, cabos e ferragens que serão utilizados na Usina Fotovoltaica da Universidade. Os painéis solares serão instalados em frente ao prédio do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET), e nos telhados de prédios do Campus Marco Zero.

A aquisição faz parte do projeto “UNIFAP SOLAR: Implantação de Geração Distribuída Fotovoltaica no Campus Marco Zero do Equador”, que prevê a instalação de 1,39 MWp (Megawatts-pico) em Usinas Solar Fotovoltaica. O projeto segue o compromisso da gestão do Reitor da UNIFAP, Prof. Dr. Júlio César Sá de Oliveira, que busca “implementar programas de sustentabilidade ambiental na Universidade, assim como promover ações para  a comunidade institucional através da redução e reutilização de recursos e energia”. O investimento foi possível a partir de recursos disponibilizados pelo Senador Lucas Barreto, destinados para atender a demandas da Universidade Federal do Amapá.

Confira: UNIFAP recebe emenda parlamentar de R$ 35 milhões para obras

A entrega da segunda remessa deve ocorrer ainda esta semana. Foto: Acervo/DCET

O projeto possui duas etapas de execução simultânea por empresas diferentes, contratadas no final de 2019. A primeira etapa instalará cerca de 1.584 painéis em frente ao prédio do DCET, próximo à pista de atletismo, já a segunda etapa contará com, aproximadamente, 2.500 painéis fotovoltaicos que serão instalados nos telhados de prédios da UNIFAP.

Confira: Comissão discute implantação de energia solar fotovoltaica na Universidade

Instalação e produção

A estimativa é que a UNIFAP produza de forma autônoma 167.328 kWh/mês de energia solar limpa e renovável, representando uma redução estimada de 29% nas contas de consumo elétrico mensal do Campus Marco Zero da Universidade. A Usina de geração fotovoltaica da Unifap será conectada à rede de média tensão da Companhia Eletricidade do Amapá (CEA), através do sistema on-grid que distribui o excesso produzido para a rede elétrica estadual.

A Usina será composta por fontes distribuídas de geração fotovoltaica na rede da Universidade. As placas de captação solar serão visíveis nos telhados do Departamento de Letras e Artes (DEPLA), Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas (DCET) e nos blocos de salas de aula dos cursos de Medicina e Fisioterapia. Para a seleção dos prédios aptos a receber as usinas foram usados como critério a área de telhado disponível e as resistências das estruturas metálicas do telhado, para que sustentem o sistema sem danos à estrutura original. Uma unidade de geração será construída ao lado da pista de atletismo da Universidade.

Painéis serão instalados nos telhados de prédios da Universidade e em frente ao DCET. Foto: Acervo/DCET

A instalação dos painéis e início da produção de energia solar estão previstas para o último trimestre de 2020, após autorização e regulamentação junto à Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Conheça a Comissão do Programa de Implantação Institucional de Energia Solar

Curso de Engenharia Elétrica: Alaan Ubaiara Brito, Felipe Monteiro, Fernanda Regina Smith Neves Correa, Geraldo Neves de Albuquerque Maranhão, Werbeston Douglas de Oliveira, Gilmar Holanda da Paixão, Marcio Clei Silva de Oliveira e Messias Dias Da Silva.

Curso de Engenharia Civil: Alan Cavalcanti da Cunha e Adenilson Costa de Oliveira

Prefeitura do Campus: João Ricardo Brito Pinheiro

Colaboração de Texto: Iago Fonseca – (Estagiário de Jornalismo/ UNIFAP) – Escritório Modelo “Unifap Notícias”.

Compartilhar