UNIPAMPA – Curso de Medicina recebe Comissão de Acompanhamento

UNIPAMPA – Curso de Medicina recebe Comissão de Acompanhamento

A Comissão avalia as condições para o funcionamento da nova graduação

O Campus Uruguaiana da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) recebeu, entre os dias 26 e 27 de outubro, a Comissão de Acompanhamento e Monitoramento das Escolas Médicas (Camem) para avaliar as condições para o funcionamento do curso de Medicina. Os membros da Comissão, Alexandre Roberto Dafoe de Aguiar e Gerson Alves Pereira Junior, realizaram visitas ao campus da Universidade, ao Hospital Santa Casa de Caridade e às Unidades de Saúde de Uruguaiana.

As atividades iniciaram com uma reunião para apresentação da Unipampa, do histórico de implantação do curso de Medicina, em Uruguaiana, e do Projeto Pedagógico do Curso. Na ocasião, Alexandre Aguiar destacou que a Camem possui o papel regulatório de verificar as condições para o funcionamento da graduação e o papel de consultoria e apoio direcionado ao Projeto Pedagógico do Curso.

Além dos membros da Camem e da direção do Campus Uruguaiana, estiveram presentes o prefeito de Uruguaiana, Luiz Augusto Schneider, a secretária de Saúde, Saionara Almeida, a pró-reitora de Graduação, Elena Mello, a coordenadora de Avaliação da Proplan, Mônica Trevisan, o coordenador Pró-Tempore do curso de Medicina, Luis Flavio Souza de Oliveira, a coordenadora acadêmica, Irina Lubeck e representantes da Comissão Especial de Implantação do Curso de Medicina.

A expectativa é de que o ato autorizativo do curso de Medicina seja publicado no Diário Oficial da União em até 30 dias.

Estrutura física do Campus Uruguaiana

No primeiro dia do encontro, a Camem realizou uma visita às instalações da Universidade com destaque aos espaços que serão utilizados pelo curso de Medicina, como os laboratórios, salas de aula, secretaria acadêmica e biblioteca.

Segundo o diretor do Campus Uruguaiana, professor João Cleber Andrade, o campus possui laboratórios funcionando e que atendem os demais cursos da área da saúde, oferecidos pela Instituição. “Então, estes espaços são adequados também para receber os nossos alunos de medicina”, afirma. O diretor explica que obras estão previstas, o que deve qualificar o complexo de laboratórios já existentes, porém, há condições para o início das atividades da nova graduação.

Atuação conjunta entre Universidade e municípios da Fronteira Oeste

A Comissão de Acompanhamento e Monitoramento das Escolas Médicas também avaliou a rede de saúde do município de Uruguaiana. A Camem fez uma avaliação positiva a respeito da organização do processo que envolveu todos os municípios da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. A Secretaria Municipal de Saúde foi a primeira no Brasil a celebrar o Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde (Coapes), que é essencial para o desenvolvimento das atividades do curso de Medicina.

O diretor do Campus Uruguaiana afirma que o Sistema de Saúde do município encontra-se preparado para receber os alunos de medicina. Segundo Andrade, algumas adequações foram feitas para a expansão do Programa Mais Médicos, o que contribuiu para a estrutura que o sistema de saúde apresenta atualmente.

Concurso para docentes tem mais de 200 inscritos

O primeiro concurso para formação do quadro docente do curso de Medicina já foi aberto. Com a oferta de 19 vagas, o processo seletivo recebeu mais de 200 inscrições. A data das provas ainda não foi divulgada, mas o período provável de realização do concurso é de 16 de novembro a 11 de dezembro de 2015, em Uruguaiana.

Segundo a direção do campus, já foram pactuadas vagas para docentes e técnico-administrativos em educação para os anos de 2016 e 2017. Ao todo, serão 60 vagas para docentes e 30 para técnicos. Alexandre Aguiar, da Camem, salientou a importância da transparência nas informações referentes às pactuações orçamentárias e de vagas para o bom funcionamento da implantação do curso.

Franceli Couto Jorge – Universidade Federal do Pampa

Compartilhar