Universidades russas abrem 100 vagas para brasileiros interessados em cursar graduação no exterior

Universidades russas abrem 100 vagas para brasileiros interessados em cursar graduação no exterior

Candidatos podem se inscrever até o dia 22 de julho

A Aliança Russa oferece uma nova oportunidade para estudantes interessados em cursar graduação no exterior. Trata-se de 50 vagas para graduação na Universidade Médica Estatal de Kursk, reconhecida como uma das 10 melhores da Rússia, e outras 50 para candidatos a relações internacionais, direito internacional, turismo, educação física e nanotecnologia, na Universidade Estatal de Belgorod e na Universidade Amizade dos Povos (Rudn), localizada em Moscou.

Para o curso de medicina, as vagas estão divididas em duas opções: 25 para a Faculdade Preparatória, onde os alunos têm, inicialmente, três meses de adaptação ao idioma e método de ensino, e 25 para a inserção direta ao primeiro ano do curso de medicina. As vagas são destinadas a estudantes que concluíram ou estão para concluir o 3º ano do ensino médio. As aulas são ministradas em inglês e, caso o aluno ainda não tenha domínio do idioma, há a opção deste curso preparatório. Os estudantes com inglês fluente podem ir direto para o primeiro ano de medicina.

Já os demais cursos são ministrados em russo. Caso o estudante não tenha domínio sobre o idioma ele tem a opção de fazer o curso preparatório em que será introduzido à língua local. Todo o aprendizado acontece em Moscou, uma das principais cidades do mundo, ou na cidade de Belgorod, que fica a 700 quilômetros da capital.

Devido à política adotada pelo governo russo de incentivo aos alunos estrangeiros, os subsídios são todos dados aos estudantes, e por isso é cobrado apenas um valor simbólico. O interessado investe em média R$ 5.890 por ano nos estudos para medicina e mais R$1.240 em moradia, valor baixo para os padrões atuais das faculdades particulares no Brasil. Nos demais cursos o programa também apresenta valores bem acessíveis, que variam entre R$ 3. 200 e R$ 5. 200 por ano, incluindo estudos e moradia. A viagem é acompanhada por um orientador da Aliança Russa e toda a turma selecionada. Atualmente, mais de 120 brasileiros residem no país europeu. O prazo para as inscrições termina em 22 de julho.

Estudo reconhecido
A Aliança Russa é representante oficial das principais universidades russas no Brasil desde 2005. Seu trabalho consiste na seleção dos candidatos, no processo de orientação da faculdade, na obtenção da documentação necessária para permanência legal do estudante na Rússia, na obtenção da vaga e inscrição na universidade e na assessoria durante a viagem até a chegada do estudante ao seu local de destino.
O candidato interessado em estudar na Rússia passa por um processo seletivo avaliado pela universidade de sua escolha e administrado pela Aliança Russa que inclui reunião com os pais, análise de histórico escolar e currículo, tudo para garantir que o aluno se encaixe no perfil da faculdade.

Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, um procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. A boa novidade é que desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o Tratado de Bolonha. Seu objetivo é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior da Europa.

Inscreva-se
Para participar o aluno deve entrar em contato com a Aliança Russa e enviar documentos como histórico escolar, identidade, cpf. Por correio devem ser enviadas as cópias autenticadas, ou por e-mail escaneadas.
Pelo site www.aliancarussa.com o estudante pode por meio do chat entrar em contato com a instituição e tirar todas as dúvidas para participarem do processo de seleção, que acontece em conjunto com a diretora da Aliança Russa e a universidade de destino.

Mais informações nos telefones:
(11) 3854-2513/ 3854-2514/ 3854-2515

Compartilhar