Violência e racismo no Rio de Janeiro” ganha nova edição pela Eduff

Violência e racismo no Rio de Janeiro” ganha nova edição pela Eduff

Publicado pela primeira vez em 1998 e reeditado em 2003, o livro “Violência e racismo no Rio de Janeiro” acaba de ganhar sua terceira edição pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff), que será lançada no dia 29 de setembro, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói.

Passadas quase duas décadas, a obra do cientista político Jorge da Silva continua atual e evidencia que o Brasil ainda vive o que o autor aponta como mito da democracia racial. Criado no hoje chamado Complexo do Alemão, Jorge da Silva se valeu da própria vivência para incorporar ao estudo da violência o componente da discriminação racial, constantemente ignorado pelos estudiosos na temática.

Na obra, o autor empreende-se num esforço de desnudar fatos e expor conflitos, e não de escondê-los ou minimizá-los, por mais desagradáveis e incômodos que sejam. De acordo com Jorge da Silva, o livro pretende reforçar a compreensão de que há “grande distância entre a narrativa tradicional, que dá conta de uma sociedade homogênea, harmoniosa, democrática e sem preconceitos, e a realidade de uma sociedade fragmentada e marcada pela hierarquia social; que a insistência em sustentar a fantasia tem o efeito de produzir cada vez mais intolerância, em prejuízo dos brasileiros de todas as ‘cores'”.

“Violência e racismo” é uma contribuição não apenas para os estudos acadêmicos, mas principalmente para aqueles que elaboram e conduzem políticas que têm como objetivo melhorar a qualidade de vida da população.

 Sobre o autor

Jorge da Silva é professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e professor conteudista do curso em educação a distância (EAD) de tecnólogo em Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF).  Jorge da Silva também já serviu à Polícia Militar, onde exerceu o cargo de chefe do Estado-Maior Geral, e foi secretário de Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro.

É autor dos livros “Guia de luta contra a intolerância religiosa e o racismo” (Ceap/Seppir, 2009), “120 anos de abolição” (Hama, 2008), “Criminologia crítica: segurança e polícia” (Forense, 2008), “Direitos civis e relações raciais no Brasil” (Luam, 1994) e “Controle da criminalidade e segurança pública” (Forense, 1990).

 

 

Compartilhar