Home Universidades Federais UFCA – Produção internacional cresce 100% em 2020, mesmo com pandemia e cortes

UFCA – Produção internacional cresce 100% em 2020, mesmo com pandemia e cortes

0
0

Universidade registra maior número de publicações dos últimos anos

Uma das pesquisas desenvolvidas na UFCA é sobre a proteção de plantações de feijão-de-corda
Foto: Gabriela Meneses – Dcom/UFCA

Em 2020, ano atípico de suspensão do calendário acadêmico por meses, seguida da aprovação de semestres remotos, para garantir a segurança sanitária da comunidade acadêmica na pandemia da covid-19, a produção científica da Universidade Federal do Cariri (UFCA), assim como as demais atividades da instituição, não parou. Pelo contrário. Na semana do Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador, comemorado em 8 de julho, a UFCA divulga números que apontam crescimento da produção dos docentes exatamente neste período.

Houve um aumento de 100% em 2020, em relação a 2019, no número de publicações de artigos científicos em periódicos internacionais, segundo levantamento feito pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), com base nos dados da Web of Science, entidade sem fins lucrativos que cataloga e acompanha a produção de pesquisadores de todo o mundo. Em 2019, foram registrados 32 artigos da instituição. Já no ano passado, a UFCA contabilizou 64 artigos em periódicos internacionais. O número foi consideravelmente maior que a média do Estado e do País, que foi de 16,7% e 5,1%, respectivamente.

Fonte: Funcap, com base nos dados da Web of Science

Já em relação ao número total de publicações em periódicos (nacionais e internacionais), a UFCA contabilizou o maior número de publicações em periódicos, desde a criação da instituição em 2013: 374 artigos. Em 2019, foram 272; em 2018, 290. Os dados fazem parte do levantamento da Coordenadoria de Informação, Monitoramento e Avaliação Institucional (Cimai), da Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (Proplan/UFCA), com base nos registros do currículo lattes dos professores.

 Fonte: Cimai-Proplan/UFCA Fonte: https://ufca.edu.br

Em relação à ampliação no número de docentes, que consequentemente poderia contribuir para o aumento da produção, vale ressaltar que em 2020, a Universidade, pela primeira vez desde a sua criação, não contou com crescimento no número de professores em relação ao ano anterior. De acordo com dados da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep/UFCA), em 2019, eram 325; já em 2020, 323. Os dados dos anos anteriores com o número de docentes podem ser consultados no quadro abaixo.

Fonte: Progep/UFCA Fonte: https://ufca.edu.br

Dificuldades e cortes

De acordo com a pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Laura Hévila Inocencio Leite, o crescimento de publicações ocorreu mesmo diante de um cenário de dificuldades. Além da pandemia, a Universidade tem convivido nos últimos anos com constantes cortes de orçamento no ensino superior. Conforme a pró-reitora, as principais fontes de recursos dos cientistas brasileiros provêm do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC). Também importante é o financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação (MEC). “Todas essas fontes vêm sofrendo cortes orçamentários e têm ainda menos recursos para distribuir em 2021”, ressaltou. Ainda assim, há um esforço da instituição e dos seus pesquisadores em manterem as atividades de pesquisa em pleno funcionamento, contribuindo para ampliar o conhecimento científico sobre as mais diversas áreas. “Mesmo sendo ainda uma instituição jovem, a UFCA já produz pesquisas de qualidade em pleno sertão cearense, estudando objetos como fósseis, plantas medicinais, softwares e dimensões além do espaço-tempo. Desde 2013, a Universidade já soma 371 projetos de pesquisa e mais de 2 mil artigos classificados no Qualis Periódicos (…) ”, destacou.

Políticas de incentivo à pesquisa na UFCA

Atualmente, além do recurso de pesquisa que vem das agências de fomento nacionais, a Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPI/UFCA) conta com verba estadual da Funcap, verba de emendas parlamentares – que são mais esporádicas – e verba própria. Entre as políticas de apoio à pesquisa e pós-graduação na UFCA, a pró-reitora citou a manutenção de bolsas de Iniciação Científica para os estudantes com recurso próprio, além das bolsas nesta mesma modalidade da Funcap e do CNPq.

Há também os recursos de bolsas da Capes para a pós-graduação, e, anualmente, é destinado um valor aos cursos de pós-graduação pelo Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap/Capes). Neste cenário de pandemia e aulas a distância, conforme Laura Hévila, a Universidade conseguiu lançar em 2020 o primeiro edital de bolsas de Pós-Graduação com recursos próprios, auxiliando os estudantes de mestrado e doutorado no ensino remoto. Também foi aprovado um projeto de Pós-Graduação, que será implementado este ano, para oferta de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado viabilizadas pela Funcap.

A pró-reitora ressaltou ainda o trabalho contínuo e de qualidade das pesquisadoras e dos pesquisadores da UFCA, relembrando o aumento do número de bolsistas do Programa de Bolsas de Produtividade em Pesquisa, Estímulo à Interiorização e Inovação Tecnológica (BPI), da Funcap, no edital de 2020. Ao todo, 18 pesquisadores da UFCA tiveram suas propostas aprovadas, para implementação imediata. Em 2018, seis pesquisadores da UFCA conquistaram bolsas no BPI/Funcap, o que demonstra um salto expressivo no número de aprovações da instituição, em apenas dois anos.

 

Carregue mais artigos relacionados
Carregue mais em Universidades Federais

Deixe uma resposta

Vejam também

UFRRJ – Projeto digitaliza 15 mil arquivos de cordéis brasileiros

A ação de extensão colocou todo o acervo da Academia Brasileira de Literatura de Cordel em…