Home Destaque “O Tribunal Superior Eleitoral diplomará quem for sagrado nas urnas como futuro presidente da República”, afirma Edson Fachin em reunião da Andifes

“O Tribunal Superior Eleitoral diplomará quem for sagrado nas urnas como futuro presidente da República”, afirma Edson Fachin em reunião da Andifes

0
0

“Enfrentar a desinformação é promover a paz, o respeito e a harmonia, é lutar por um País mais justo e plural, mais apto a acomodar as divergências legítimas num espaço de diálogo contínuo, composto por habitantes que se reconhecem, reciprocamente, não como inimigos, mas como concidadãos”, afirmou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, em participação na 188ª reunião ordinária do Conselho Pleno da Associação dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), realizada nesta quinta-feira (28), em Brasília.

Fachin ressaltou o respeito às regras do jogo e a aceitação do crivo popular como pressupostos básicos da normalidade eleitoral, bem como a manutenção de sua natureza pacífica e o exercício indiscriminado da tolerância. O presidente do TSE afirmou que ataques e ofensas às instituições democráticas “não trazem ganhos civilizatórios e em nada contribuem para a solução dos verdadeiros problemas coletivos”, e salientou que “apenas as instituições democráticas têm condições de sustentar a paz e os direitos, independentemente dos arroubos e inclinações de governantes passageiros.”

“A quem interessa o ataque às urnas eletrônicas, à justiça eleitoral e à democracia?”, questionou Fachin, ressaltando que o TSE está preparado para as próximas eleições, realizadas em 5.570 cidades, dessas, 181 no exterior, por meio de 496.512 seções eleitorais com a utilização de 500 mil urnas eletrônicas, e garantiu: “O Tribunal Superior Eleitoral diplomará quem for sagrado nas urnas como futuro presidente da República, não tenham dúvidas disso”.

Fachin agradeceu publicamente à Andifes pela adesão ao Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação do TSE e o lançamento da campanha em respeito à democracia e à confiança no processo eleitoral, na Justiça Eleitoral e nas urnas eletrônicas. “São ações que evidenciam o elevado grau de consciência cívica e de compromisso democrático da instituição”, afirmou o ministro.

O presidente da Andifes, reitor Marcus David (UFJF), agradeceu a vinda do ministro à reunião e ressaltou o compromisso da Andifes com a defesa dos valores democráticos e de eleições livres e justas. “Ficamos honrados pelo o ministro ter aceitado esse convite. Essa visita tem um significado muito especial para nós. Estivemos no TSE com o Conif e a Abruem e colocamos toda nossa estrutura de comunicação em defesa da democracia e do sistema eleitoral brasileiro. Temos certeza de que o conjunto das universidades federais, por sua característica de profundo respeito ao contraditório, soma-se ao esforço que hoje percebemos no Brasil de defesa de nossas instituições democráticas”, concluiu.

Carregue mais artigos relacionados
Carregue mais em Destaque

Deixe uma resposta

Vejam também

UFSC – Pesquisa identifica e mapeia produtividade de energia solar em Santa Catarina

Uma pesquisa de doutorado realizada na Universidade Federal de Santa Catarina identificou …