Home Destaque Andifes tem primeira reunião com Camilo Santana, novo ministro da Educação

Andifes tem primeira reunião com Camilo Santana, novo ministro da Educação

0
0

A diretoria da Andifes esteve em audiência com o ministro da Educação, Camilo Santana, com a Secretária de Educação Superior, Denise Pires Carvalho, além dos chefes de gabinete e de comunicação do Ministério da Educação, nesta quarta-feira (18), na sede do ministério, em Brasília.

Representada pelo presidente, reitor Ricardo Marcelo Fonseca (UFPR), e pelos vice-presidentes, os reitores Alfredo Macedo Gomes (UFPE), Dácio Roberto Matheus (UFABC), Evandro Aparecido Soares da Silva (UFMT) e Marcele Regina Nogueira Pereira (UNIR), e pelo secretário executivo, Gustavo Balduino, a Andifes apresentou ao ministro um conjunto de temas de relevância para as universidades federais, como orçamento, autonomia, assistência estudantil, interação com a educação básica, entre outros.

“Foi uma conversa inicial, mas buscamos falar da divisão dos recursos do orçamento, que foi sancionado ontem, e o ministro respondeu que este tema será objeto de uma conversa direta com os reitores. Tivemos a oportunidade também de falar de nossa pauta histórica pela autonomia universitária, com a qual o ministro se mostrou completamente alinhado. Foi uma reunião com diálogo aberto, com muito respeito e com o ministro se mostrando em consonância com as pautas que são fundamentais para as universidades federais”, detalhou o presidente Ricardo Marcelo.

O reitor ainda registrou a satisfação de todos os dirigentes que compõem a Andifes pela escolha da reitora Denise Carvalho como secretária da SESu. “A presença da reitora Denise à frente da SESu é garantia de que teremos alguém que conhece de perto as universidades federais, sobretudo o cenário vivenciado mais recentemente, se dedicando a uma pauta tão relevante para a educação e para o Brasil”, celebrou.

De acordo com o ministro da Educação, o MEC está de portas abertas para as universidades e o atual governo quer dialogar e reconstruir pontes, buscando sempre o consenso e o respeito pela autonomia. “Sou um árduo defensor das universidades federais e da ciência e tecnologia, que vejo como estratégicas para o país”, afirmou Santana, acrescentando que “não há desenvolvimento sem universidades. Por isso, queremos a academia dentro do MEC e das secretarias específicas, como parte de uma política de estado efetiva, e as universidades são especialistas nas pautas que são importantes para nós”, declarou.

Os reitores convidaram o ministro para a próxima reunião do Conselho Pleno da Andifes, o que foi prontamente atendido por Camilo Santana, antes de reforçar o convite do presidente Lula para uma audiência com todos os reitores e reitoras das universidades federais brasileiras, nesta quinta-feira (19), no Palácio do Planalto.

Fotos: Luís Fortes/MEC

Carregue mais artigos relacionados
Carregue mais em Destaque

Deixe uma resposta

Vejam também

Ministro da Educação visita obras de reconstrução do Museu Nacional/UFRJ

O ministro da Educação, Camilo Santana, esteve no Rio de Janeiro (RJ) nesta segunda-feira,…