Home Universidades Federais Ufopa recebe primeira visita de Comissão do MEC para implantação do curso de Medicina

Ufopa recebe primeira visita de Comissão do MEC para implantação do curso de Medicina

0
0

Visita faz parte da fase inicial do processo de autorização para oferta do curso.

A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) recebeu nos dias 27 e 28 de novembro de 2023 a primeira visita presencial da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas (Camem), como fase inicial do processo de autorização para oferta do curso de Medicina. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a comissão foi composta pelos docentes Fernanda Vieira Rodovalho (Universidade Federal de Catalão – UFCat), Plínio José Cavalcante Monteiro (Universidade Federal do Amazonas – Ufam) e Michelle Alves Vasconcelos (Centro Universitário Inta – Uninta).

Durante a visita, a comissão dialogou sobre a proposta de projeto pedagógico do curso de Medicina, protocolado no MEC em outubro deste ano. Também visitou as instalações da Ufopa e de serviços externos, como o Hospital Regional do Baixo Amazonas, para conhecer os ambientes hospitalares, com vistas à verificação de campo de estágios e práticas dos futuros estudantes do curso a ser implementado, bem como os serviços hospitalares ofertados à população de Santarém e demais municípios do Oeste paraense. “A Camem irá nortear as ações da Ufopa na concepção, implementação e avaliação de um projeto pedagógico de qualidade que considere as peculiaridades socioambientais da região, pois não é a universidade que está demandando o curso de Medicina, e sim a sociedade”, afirma a reitora Aldenize Xavier.

Criada pela Portaria MEC nº 306/2015, com base na Política Nacional de Expansão das Escolas Médicas, estabelecida pela Portaria Normativa MEC nº 15/2013, a Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas (Camem) é responsável pelo monitoramento e acompanhamento da implantação dos cursos de graduação em Medicina em instituições federais de ensino superior, desde a sua pactuação até o ato de reconhecimento do curso, cujo trabalho é norteado pelo monitoramento realizado por meio de visitas locorregionais, reuniões presenciais e a distância, relatórios detalhados e periódicos, além da interlocução permanente entre seus membros e a instituição de ensino.

Durante a visita, a reitora da Ufopa ressaltou a mobilização e o compromisso político do governo federal e de parlamentares e prefeitos da região Oeste do Pará na implantação do curso de Medicina da Ufopa, firmado pelo presidente Lula e pelos ministros da Educação, Camilo Santana, e da Saúde, Nísia Trindade, durante a visita à universidade em agosto deste ano. “A oferta do curso de Medicina visa a auxiliar na redução das assimetrias em relação ao número de médicos na região oeste do Pará, assim como para a formação de profissionais, inclusive médicos indígenas e quilombolas, que compreendam as realidades e as necessidades locais, e para a melhoria dos indicadores de saúde, que hoje figuram entre os piores do Brasil”, afirma.

Segundo a reitora, esse compromisso político, até o momento, concretizou-se na disponibilidade de códigos de vagas para contratar docentes e técnicos para atuarem no curso de Medicina e inclusão, no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), de investimento para construção do Bloco Modular III do Campus Santarém, cuja licitação está em andamento, que atenderá também ao curso de Medicina. “A Ufopa também está em diálogo com a prefeitura de Santarém e governo do estado para consolidar a parceria com a rede pública de saúde”, afirmou.

O diretor do Instituto de Saúde Coletiva (Isco), Waldiney Pires Moraes, unidade à qual o curso de Medicina será vinculado, frisou a missão do Isco, que é formar profissionais capacitados para promover, proteger e recuperar a saúde da população da região amazônica, com foco na realidade socioambiental do estado do Pará; lembrou que o Isco foi criado em 2013 no bojo da criação do Programa Mais Médicos (Lei nº 12.871/2013), com a expectativa de ofertar curso de Medicina. O diretor apresentou a estrutura acadêmico-administrativa do instituto, seus três cursos de graduação e quatro cursos de pós-graduação (uma residência multiprofissional em saúde, dois mestrados e um doutorado em rede, com expectativa de mais um mestrado em parceria com a UFPA), corpo de servidores docentes e técnicos e infraestrutura, principalmente de laboratórios que atenderão ao curso de Medicina.

Participaram também da reunião com a Camem membros da Administração Superior e representantes do grupo de trabalho responsável pelo processo de implantação do curso de Medicina na Ufopa: Solange Helena Ximenes Rocha; Honorly Kátia Mestre Correa; Fabriciana Vieira Guimarães; Kelly Christina Ferreira Castro; Juliana Gagno Lima; Marina Smidt Celere Meschede; Jéssica de Oliveira Lopes; Carla Marina Costa Paxiuba; Gabriel Brito Costa; Edson de Sousa Almeida; Vitor Marques Viana; Adilson Oliveira Pinto; e Iara Caroline Coelho Freire.

Visitas – Nesta terça-feira, 28 de novembro, os membros da Camem e representantes da Ufopa reuniram-se com o secretário de Governo de Santarém, Emir Aguiar; a secretária Municipal de Saúde, Irlaine Figueira; e o secretário Municipal de Mobilidade e Trânsito, Alberto Portela, para dialogar sobre a parceria da Ufopa com a rede municipal de saúde, que deve ser ampliada com a oferta do curso de Medicina. O grupo também visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro da Floresta, campo de estágio dos cursos da área da saúde ofertados pela Ufopa. Na visita à UBS Floresta o grupo foi acompanhado pela coordenadora de Atenção Básica de Santarém, Daniela Bernardes.

Em seguida, visitaram o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), credenciado como hospital-escola junto ao Ministério da Saúde (MS), onde foram recebidos pelo diretor-geral do HRBA, Gean Francisco Cercal, pelo diretor de Ensino e Pesquisa do HRBA, Alberto Mariano Gusmão Tolentino, e pela diretora do 9º Centro Regional de Saúde da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), Aline Liberal Cunha.

No HRBA, a Camem conheceu os ambientes hospitalares, com vistas à verificação de campo de estágio dos futuros estudantes do curso de Medicina, bem como os demais serviços hospitalares ofertados pelo HRBA à população de Santarém e de outros 28 municípios paraenses. Por fim, o grupo visitou a Unidade de Referência Especializada (URE) da Sespa, que também poderá atuar como campo de estágio para o curso de Medicina. Em ambas as visitas, o grupo foi acompanhado pela diretora do 9° Centro Regional de Saúde da Sespa, Aline Liberal Cunha.

Fonte: Comunicação/Ufopa, com informações da Reitoria
Fotos: Vanessa Escher (Ascom/Ufopa)

Carregue mais artigos relacionados
Carregue mais em Universidades Federais

Deixe um comentário

Vejam também

FNE publica moções aprovadas na Conae 2024

O Fórum Nacional de Educação (FNE) torna público o conjunto das 57 (cinquenta e sete) Moçõ…